• Colégio Giordano Bruno

POESIA - O HORIZONTE

Ver até onde a vista alcança turva minha mente;

Limitei minha caminhada ao definir uma meta;

Muitas vezes achei não estar contente;

E hoje eu sei qual era a escolha certa.


Me perdi na busca pelo fim do horizonte;

Não percebi que o horizonte não tem fim;

Focar pela busca me fez andar longe;

Mas longe não é o bastante para mim.

Certo e errado são sentenças definitivas;

Para cada ação tomada e direção seguida;

Não percebia que minha decisão era furtiva;

Para ocultar essa decisão já estipulada.


Alcançar o que se queria era um objetivo;

Vozes dizem para definir um outro;

Mas a sensação aflorada mais secreta;

Era meta nenhuma ser escopo.


O ponto de partida era o que acalentava;

Porto seguro em mim existia;

Por esse desígnio eu não esperava;

Estava bem na minha abadia.


texto por Dimitrius Borba

foto enviada por Silvia Freitas.

2 visualizações
logo.png

Contatos

Telefone: (11) 3733-6677

e-mail: secretaria@giordanobruno.com.br

currículos: curriculo@giordanobruno.com.br